Escreva-se no meu canal

domingo, 15 de novembro de 2015

Cilene Aubry, a serra-talhadense que conquistou o Miss Pernambuco, revela detalhes do título

Por Paulo César Gomes, Professor, escritor e colunista do Farol

Desde pequena Cilene Aubry demonstrava desenvoltura ao desfilar em passarelas, característica que foi decisiva para que ela surpreendesse o mundo da beleza pernambucana e arrebatasse o título de Miss do estadual de 1974.

41 anos após o feito, ela guarda na memória alguns fatos referente aquela conquista. Quando é perguntada sobre como encarou o desafio de representar Serra Talhada, a eterna Miss é bastante direta. “Eu muito nova, com 17 anos, sem entender muito, tinha acabado de terminar o pedagógico e estava eufórica com as possibilidades de passeios e festas, topei, mas, sem nenhuma crença de que chegaria lá”.

Para Cilene dois momentos foram bastante emocionantes: o primeiro foi quando entrou na passarela colocada no centro da quadra do ginásio esportivo o Geraldão. “Quando entrei na passarela, senti uma emoção enorme ao ver a torcida, foi ai que me dei conta do tamanho da responsabilidade!”, descreve Aubry.

O outro foi o retorno para Serra Talhada, já com a faixa e a coroa. “A minha chegada em Serra Talhada foi cheia de glamour, com batedores da PM me escoltando e eu em carro alegórico desfilando pelas ruas da cidade. Impossível descrever tamanho carinho!”.

Cilene disputou o Miss Brasil, onde na oportunidade pode perceber o preconceito com o qual as candidatas dos estados das regiões Norte e Nordeste eram tratadas. Apesar disso, ela destaca a atenção com a qual foi recebida na capital federal. “Fui acompanhada por minha tia Aracy Magalhães, minha irmã, Cecile Aubry, e Maria Alice, do Diário de Pernambuco. O concurso foi realizado em Brasília, no Estádio Presidente Médici e lá, fui recepcionada pelas esposas dos Deputados Federais de PE e do Senador Wilson Campos, com flores.” Narra Cilene.

Cilene Aubry hoje está aposentada da Secretaria de Educação, mora em Jaboatão dos Guararapes, onde vive com a família. Quando indagada sobre o que a coroa de Miss tinha lhe ensinado, ela responde sem arrudeios.“Depois que usei a coroa, o que aprendi, foi que tudo tem que ser encarado com muita responsabilidade, maturidade e determinação”,  e concluiu deixando a seguinte mensagem. “É de muita gratidão pelo carinho de todos!”.

Um forte abraços e até a próxima!

P.S.: Quem tiver contato com Fátima Mourato e Matilde Terto, devem entrar em
contato pelo e-mail pcgomes-st@bol.com.br .

cylene
Cilene e o pai José Aubry


cylene 2
Cilene ainda criança dançando no Cist em Serra Talhada


cylene 3

Cilene ainda criança desfilando

Cilene ao lado de uma sobrinha




Publicado no portal Farol de Notícias de Serra Talhada, em 15 de novembro de 2015.

Nenhum comentário:

pop up livro 2

Untitled Document