Escreva-se no meu canal

sábado, 6 de janeiro de 2018

AMIZADE SEM FRONTEIRAS: Canadense visita Serra Talhada para abraçar estudante da zona rural

Por Paulo César Gomes, para o Farol de Notícias



O jovem estudante serra-talhadense, Henrique Panta, viveu um final de ano marcado por muitas emoções. Em poucos dias ele festejou a conclusão do ensino médio e fez aniversário, e para a sua surpresa, a mulher que lhe hospedou em sua residência, durante o intercâmbio no Canadá, veio exclusivamente a Serra Talhada para lhe dar os parabéns e conhecer a sua família.

“Fiquei muito surpreso ao vê-la aqui! Ela (Heidi) tinha me dito que um dia vinha, mas eu não imaginava que seria agora”, relatou o jovem, que esteve no Canadá entre os meses de janeiro e julho de 2017, participando de um projeto de intercâmbio promovido pelo governo de Pernambuco.

A professora Heidi Brown nasceu na Alemanha, mas aos seis meses de vida foi com a família morar no Canadá. Ela hoje reside na cidade de Saint Andrews (Canadá) e leciona o francês e também uma matéria sobre tecnologia, no ensino fundamental e médio.

Pela sua residência já passaram três estudantes brasileiros, um turco e um alemão. Bem humorada, Heidi conversou com o Farol e arriscou algumas poucas palavras em português, como “buchada”, “pitu”, “obrigada” e “muito prazer”. Mesmo sem conhecer muito o nosso idioma, a professora se mostrou estar bem à vontade ao lado do jovem estudante e de sua família.

Durante a semana que passou em Serra Talhada, Heidi ficou hospedada na Fazenda Barra, a cerca de 4 km do centro da cidade, onde conheceu um pouco da nossa cultura, da nossa vegetação e também viu de perto a centenária residência da família Panta, um casarão construído em meados do século XIX.

DESAFIO

Um dos grandes desafios enfrentados pela ilustre visitante foi o calor superior a 30º visto que saiu de um rigoroso inverno no polo norte, com a temperatura chegando a casa dos -30º. O incomodo só não foi maior porque já havia estado na região Pajeú em outra oportunidade, quando visitou os outros estudantes brasileiros que se hospedaram em sua casa, que são da cidade de Tabira – PE.

Apesar da diferença ser tão antagônica, Heidi se mostrou ser uma pessoa realizada por estreitar os vínculos com pessoas que conviveu por alguns meses.

Durante os dias que esteve na cidade Henrique Panta foi anfitrião e também o tradutor da visita. Ao ser indagada pela reportagem do Farol qual seria as mensagens que deixaria para os brasileiros, Heide respondeu:

“A primeira mensagem é para o governo. Não deixe que esse projeto (o intercâmbio) se acabe. E o segundo é para os jovens. Acreditem nos seus sonhos, busquem estudar com muita determinação e sigam o exemplo do Henrique. Certamente terão grandes conquistas”.



Nenhum comentário:

pop up livro 2

Untitled Document